quinta-feira, julho 7

(Série de Séries) Lúcifer 1ª Temporada


Olá docinhos,

Sentiram saudades da sua coluna mensal de séries? É mês passado demos uma pausa por 'conta' do Especial  de Aniversário do Blog, mas estamos de volta com uma série bem bacana e que, apesar do nome, é bem divertida e leve.

Lúcifer é uma série vagamente baseada em uma passagem do quadrinho cult Sandman (mais precisamente no arco Estação das Brumas), do escritor e roteirista Neil Gaiman, e no quadrinho spin of Lúcifer, que é baseado nessa passagem. Mas que passagem é essa afinal?! Bom em certo momento Lúcifer Mornigstar (Tom Ellis), entediado e deprimido com seu reino, decide abandonar seu posto e ir para a luminosa Los Angeles, junto com sua braço direito Mazikeen (Lesley-Ann Brandt), e abrir um piano-bar chamado Lux. Na série de TV Lúcifer presencia o assassinato de uma cliente e é assim que ele tem o primeiro contato com a detetive Chloe Decker (Lauren German) que o encanta e intriga, por: 1° sua coragem e 2° (mais importante) por ela não cair em seus encantos (depois explico isso) então ele começa a se meter em cada caso da agente, mas Lucy também tem seus próprios problemas, afinal alguém precisa cuidar do inferno, não é?



A série é muito divertida, Lúcifer, como um anjo, tem muitos poderes, mas ele gosta de usar um em especial, que é induzir as pessoas a revelar seus maiores desejos, e é assim que ele costuma ajudar Decker, mesmo que ela deteste essa forma de abordagem, mas por incrível que pareça ele não consegue usar isso na policial, nem essa e nem seu charme que faz todos ficarem caidinhos por eles, várias passagens muito engraçadas derivam disso, e uma é justamente quando Lucy decide se consultar com uma terapeuta (Rachael Harris), para entender porque está se sentido estranho com relação a Decker, e gente é muito engraçado as conversas.

Mesmo com toda essa diversão, a série me passa duas coisas interessantes para refletir, a primeira é sobre como banalizamos o mal, Lúcifer não esconde quem ele é, se alguém diz que ele é um 'capetinha' ele reponde 'exato' e ninguém liga, simples assim, hoje podemos ser quem quisermos, e ninguém liga, do tipo "Nossa você vende drogas aqui." "Sim.""vamos tomar um café?". A segunda é que Lúcifer não é bem o mal em si, na verdade ele é um exemplo, um arquétipo, onde cremos que o pecado e as tentações são obras do demônio, e vemos muitas vezes Lúcifer falar 'parem de me acusar dos males que vocês fazem'. E sabe, concordo com ele, é muito fácil tirar a culpa de si e colocar, no capeta, no sistema, na sociedade...

Os personagens estão todos muito bem, e o grande destaque é Tom Elli, ele é a estrela, não acho ele bonito, mas ele consegue dar um charme muito especial no personagem, um sorriso meio canastrão, que você pensa "Ahh tá bom, tá bom, você venceu." e depois ele sorri moleque matreiro. A Decker é o 'rabugento' da dupla e ela sabe fazer bem o estilo, sempre bicuda e de braços cruzados, a filhinha dela é uma fofura e outra que diverte bastante em suas cenas, acho que a única personagem que não foi muito bem aproveitada foi a Mazikeen, ela aparece em umas cenas legais, é boa lutadora, e rabugenta, mas ficou muito de escanteio.

A série puxa bem para a formula básica do Policial, onde temos um agente sério e responsável (Decker) recebe ajuda de um amigo/interesse amoroso com uma habilidade incomum que no começo tem conflitos mas no decorrer da história eles vão se resolvendo, e que em cada capítulo temos um novo caso resolvido. Gosto de séries no estilo, mas me enjoo rapidamente de tramas assim, acho que prefiro histórias continuadas, ou que no mínimo tenha uma história maior rolando por traz, então posso dizer que amei essa primeira temporada, mas se continuar assim, posso me cansar rapidamente, mas o final prometeu um arco muito promissor para a segunda temporada que já foi encomendada.

E vocês, que tipo de série preferem? Gostam mais de séries contínuas ou cada episódio com uma história fechada? Vamos conversar um pouco o/


13 comentários:

  1. Oi

    Confesso que não tinha me interessado pela série por causa do nome...Adoro supernatural. ..mas olha é demais...muita coisa parecida e jurava que seria nos mesmos moldes de supernatural. ..mas parece que me enganei feio desta vez....

    Gostei de saber disso....agoooora eu vou assistir.

    Obrigada pela dica ☺

    💗 bjs 😀

    ResponderExcluir
  2. Eu estava amando muito a série mas acabei por abandonar todas as procedurais que estava acompanhando. Sinceramente, Lúcifer seria tão perfeito se tivesse uma história toda interessante e não tivesse o caso da semana, mas é aquele ditado, né? haha, muito boa a resenha. Abraços.

    lendocomchuva.com.br

    ResponderExcluir
  3. Show! Adorei sua resenha da série, acabei passando despercebido sobre essa série e nunca assisti, vou deixar garantido pra assistir na netflix no final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu nunca corri atrás de nada dessa série por causa do nome e do gênero, mas olha... Acho que vou assistir! Parece ser boa! Eu também não curto muito histórias que não tem uma certa continuidade. Acaba que eu não fico com vontade de ver o próximo episódio, mas vou dar uma chance =D
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Eu comecei a assistir a temporada, mas depois parei por falta de tempo. mas quando comecei, eu gostei bastante da interação dos atores. Eu vou continuar assistindo, e espero gostar de toda a temporada.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. Oi, nunca nem cheguei perto da série por causa do nome, e vou continuar não querendo assisti-la. Prefiro séries que envolvam contos de fadas, comédias românticas e contextos históricos, rsrs. E eu curto os dois estilos de séries, gosto das contínuas, mas também gosto das que possuem uma história por episódio. É bom mesclar entre um e outro de vez em quando.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Essa série está na minha lista para ser assistida haha
    Tenho um amigo que é apaixonado por ela e me atormenta demais.
    Pela sua resenha aqui ela parece ser realmente muito interessante kk

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Nossa eu gostei tanto dessa série. Ainda não terminei a primeira temporada por falta de tempo, mas vou fazer isso essa semana.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Essa série parece ser ótima mesmo. Gostei do fato de que ela traz uma reflexão sobre a banalização do mal, pois isso é cada vez mais comum hoje em dia. Parece que os valores estão cada vez mais elásticos. Também é verdade que se projeta cada vez o próprio mal nos outros. As pessoas não conseguem perceber o mal em si mesmos. Se pensarmos que, segundo a lenda, Lúcifer é um anjo caído, um anjo de luz que se rebelou, veremos que, tanto o bem, quanto mal, existem em todos os seres. Adoro dicas sobre séries, e essa eu já aceitei.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?

    Não consio acompanhar series, sério, não sei porque, acho que por não ter muito acesso ao Netflix.Mas achei a premissa dessa bem bacana, atualmente estou assistindo de vez em quando alguns episódios de TWD com o maridão e estou ansiosa esperando Bates Motel que irá passar em um canal pago, espero curtir e conseguir ver .


    bjs

    ResponderExcluir
  11. Oie
    acho que já ouvi falar da séries umas vezes e parece ser boa mas por enquanto não vou arriscar por falta de tempo, estou aproveitando as férias para por algumas leituras em dia

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Dani!!!

    Eu ainda não tinha ouvido falar sobre essa série e no começo quando vi o nome aqui fiquei bastante receosa, mas posso dizer que é uma série que agora me chamou atenção e que vou colocar na lista de filmes para assistir :3
    Eu assisto um pouco de tudo, porém a série tem que me atrair e essa me atraiu agora é arranjar tempo rsrsrs

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir