sexta-feira, novembro 4

(Dicas) #26 Livro com Antônimos no Título


Olá

Gente que difícil foi achar livros com antônimos no título, acho que ainda preciso aprender muito, sabe o que acho muito interessante do Desafio 52 é justamente o fato dele fazer com que a gente se mecha, procure livros que de outra forma não leriamos, e mais que isso fez com que eu, Dani, passasse a prestar mais a atenção em algumas coisas, várias vezes aqui no post de dicas disse "nunca prestei a atenção que tinha tal coisa no título" e esse é mais um assim.
Vamos para as dicas?
Guerra e Paz, Liev Tolstói
E já vamos começar com o clássico dos títulos com antônimos, e também um daqueles calhamaços que dá até medo, um dia eu encaro esse livro, especialmente porque ele conta uma das passagens histórica que mais me fascina que é a campanha napoleônica à Rússia.

Sinopse:
"Guerra e Paz" descreve a campanha de Napoleão Bonaparte na Rússia e estende-se até o ano de 1820. Baseado em pesquisa - com fontes que vão dos estudos do francês Adolphe Thiers e do russo Mikháilovski-Danílevsk a testemunhos orais -, Tolstói procura recontar os episódios que culminaram na derrota francesa e retrata, à sua maneira, personagens reais, como o próprio Napoleão e uma série de comandantes militares. Esta edição traduzida direto do russo traz ainda cinco mapas, uma lista com informações sobre os personagens e os fatos históricos citados no romance, além de sugestões de leitura.

A Escola do Bem e do Mal, Soman Chainani
Saindo de um livro sério, para uma fantasia cheia de aventuras, contos de fadas e jornadas.

Sinopse:
No povoado de Gavaldon, a cada quatro anos, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. Os pais trancam e protegem seus filhos, apavorados com o possível sequestro, que acontece segundo uma antiga lenda: os jovens desaparecidos são levados para a Escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornar os heróis e os vilões das histórias.
Sophie torce para ser uma das escolhidas e admitida na Escola do Bem. Com seu vestido cor-de-rosa e sapatos de cristal, ela sonha em se tornar uma princesa. Sua melhor amiga, Agatha, porém, não se conforma como uma cidade inteira pode acreditar em tanta baboseira. Ela é o oposto da amiga, que, mesmo assim, é a única que a entende. O destino, no entanto, prega uma peça nas duas, que iniciam uma aventura que dará pistas sobre quem elas realmente são.
Este best-seller é o primeiro livro de uma trilogia que mostra uma jornada épica em um mundo novo e deslumbrante, no qual a única saída para fugir das lendas sobre contos de fadas e histórias encantadas é viver intensamente uma delas.

Ascensão e queda do terceiro Reich, William L. Shirer
Mais um livro sério, dessa vez uma não ficção, escrita de forma jornalistica, e um dos assuntos que mais gosto de ler e me informar, andei lendo vários livros de relatos sobre a Segunda Guerra, e essas série me interessa muito.

Sinopse:
Testemunha ocular da história, Shirer já observava Hitler em 1933. Como correspondente em Berlim, acompanhou as tropas alemãs que avançaram sobre a França. e só deixou a Alemanha em 1940. Um livro que logo se tornou uma obra canônica sobre o Terceiro Reich, um relato minucioso sobre os delírios de grandeza que o engendraram e sobre a devastação que ele ocasionou e sofreu.

Achados e Perdidos, Trilogia Bill Hodges # 2, Stephen King
Saudade de indicar livros do Rei (King :P) para vocês, e para que acha que King é Só Terror, esse aqui é um livro Policial, sim, sim. O Primeiro é Mr Mercedes e o segundo já está saindo.

“— Acorde, gênio.”
Assim King começa a história de Morris Bellamy. O gênio é John Rothstein, um autor consagrado que há muito abandonou o mundo literário. Bellamy é seu maior fã e seu maior crítico. Inconformado com o fim que o autor deu a seu personagem favorito, ele invade a casa de Rothstein e rouba os cadernos com produções inéditas do escritor, antes de matá-lo. Morris esconde os cadernos pouco antes de ser preso por outro crime. Décadas depois, é Peter Saubers, um garoto de treze anos, quem encontra o tesouro enterrado. Quando Morris é solto da prisão, depois de trinta e cinco anos, toda a família Saubers fica em perigo. Cabe ao ex-detetive Bill Hodges e a seus ajudantes, Holly e Jerome, protegê-los de um assassino agora ainda mais perigoso e vingativo.


Doce Amargo, Evelyn Santana
Agora um romance, para adocicar a lista, mas quando se trata de antônimos, até o doce tem um toque amargo. (não consegui resistir)

Melinda é uma garota que não conhece suas origens, tendo sido abandonada com pouco dias de vida em um orfanato, onde se apaixona por uma ilusão, um rosto em uma foto no jornal: Robert Blackwell, um promissor empresário que fez uma doação para o orfanato onde ela morava.
Anos mais tarde, Linda consegue se reerguer, estudar e garantir um bom emprego na empresa de Robert.
Um acidente faz com que se encontrem. A ganância dele os aproxima. E o amor sela tudo.


Noite e Dia, Virginia Woolf
Mais um romance na nossa lista, dessa vez escrito pela diva Virginia Woolf. Gente já falei para vocês que amo azul? Então. Essa capa é tão simples, mas achei tão linda, e fiquei bem curiosa com os personagens também.

Sinopse:
Noite e Dia, segundo romance de Virginia Woolf, foi publicado em 1919, quando ela estava com 37 anos. Experimentalista por excelência, o livro atira o leitor dentro de uma sociedade, seus costumes, sua linguagem, num jogo de poder e contestação. Trata-se de uma trama de amor entre Katherine Hilbery e Ralph Denham, advogado, intelectual e burguês. O enredo se desenrola num estilo ao mesmo tempo sólido e puro, e segue uma linhagem da tradição inglesa de grandes novelistas como Jane Austen, Charlotte Brontë e George Eliot. Os personagens são puro deleite, num romance belo e elegante em que Virginia Woolf experimenta o tradicional. A magnífica tradução de Raul de Sá Barbosa, em Noite e Dia, garante à sua edição nacional qualidade e prestígio à altura de toda a obra da incomparável autora.

E vocês, conhecem livros com Títulos com Antônimos para nos indicar? É só deixar aqui nos comentários.

7 comentários:

  1. Conhecia esses títulos mas nunca li nenhum deles. Mas tenho curiosidade com Tolstói, mas imagino que ainda não tenha maturidade para tal.
    Parabéns pela publicação.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Assim como você sou apaixonada por azul e foi isso que me atraiu para o livro Noite é dia *----*, ainda não li nada da autora, mas falam super bem dele e tenho interesse em um dia ler algo dela, quem sabe eu não comece por esse né.
    Achei a capa de Doce Amargo muito bonita!
    Tenho muita curiosidade sobre o livro A história do bem e do mal e estou torcendo para lê-lo logo.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei as suas escolhas, esse tema é bem difícil de encontrar mas depois que vi suas respostas até que achei fácil kkkk
    Ainda não li nenhum desses

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Eu sou doida para ler "A escola do bem e do mal", mesmo não gostando muito de fantasia. Sempre vejo coisas boas a respeito dele, então tenho curiosidade de conhecer...hehe' Tenho vontade de ler "Ascensão e queda do terceiro Reich", e "Guerra e paz", mas os outros não *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi, Daniele!

    Conheço só alguns títulos que você citou, mas os outros parecem ser muito bons também. Sucas escolhas ficaram bem legais, gostei do tipo de post :)

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Achei muito interessante esse post sobre os opostos, a grande maioria dos livros eu já conhecia. Só preciso ler hahaha

    Beijos e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  7. Oieee
    Tudo bom?
    Interessante seu post e assim como você nunca reparei muito nesses antônimos nos títulos.
    Ainda não li nenhum desses que você apresentou, mas os que achei mais interessante vou procurar pra comprar.
    Beijos

    ResponderExcluir