segunda-feira, junho 19

(Revelação) #37 livro que se baseou em outras midias


Oi oi Galera

Nosso tema agora é o contrário de um tema que já rolou por aqui, naquela ocasião lemos um livro que foi levado para outras mídias, agora leremos livros que foram inspirados ou são adaptados de outras mídias, afinal o caminho inverso também acontece, mesmo que a gente não fique sabendo, ou ficamos confuso com o que veio primeiro.

É pessoal, muitos filmes, jogos, quadrinhos e até música podem virar livros.


Então vamos as nossas escolhas:

Dani escolheu:
Wayne de Gothan, Tracy Mickman
Escolhi esse livro porque É o Batman, preciso falar mais? rsrsrs

Sinopse: Por trás de toda máscara existe um homem de verdade. Ainda criança, Bruce Wayne testemunha o assassinato dos pais – e o mistério sobre o motivo o impulsiona a fazer uma busca pelo seu passado. É quando descobre um diário secreto de seu pai Thomas, um médico rebelde que parece finalmente revelar o seu lado obscuro. Sua identidade é seriamente abalada quando um convidado levanta, inesperadamente, questões sobre o evento que acabou com a vida de sua amada mãe e seu admirável pai – caso que provocou para sempre sua vontade insaciável de proteção e vingança. Para descobrir a história real da família, Batman precisa confrontar o antigo inimigo, como o perverso Coringa, seu próprio mordomo Alfred, além do passado que assombra o Asilo Arkham, para assumir o novo fardo de um legado sombrio. Muito mais próximo dos filmes de Burton e Christopher Nolan e das HQs de Frank Miller do que dos seriados de TV dos anos 1960. Um olhar imaginativo sobre o lado humano do icônico super-herói criado por Bob Kane. TRACY R. HICKMAN é um autor mais conhecido por seu trabalho com Margaret Weis em "Dragonlance". Também escreveu a trilogia Darksword, o Death Gate Cycle, e a trilogia Sovereign Stone e atuou como designer de RPG's para a TSR, Inc.

Carol escolheu:
Durotan; Warcraft, Christie Golden
Meu marido é doido pela essa franquia, assisti o filme e gostei bastante do universo também!

Sinopse: Prequel do aguardadíssimo filme de ação e fantasia, dirigido por Duncan Jones.Em Draenor, sob a sombra da Montanha do Grande Pai, entre a Serra do Fogofrio e as terras do sul, o forte, honrado e ferozmente livre clã Lobo do Gelo enfrenta invernos cada vez mais rigorosos... e caça talbuques e fenocerontes cada vez mais escassos. No entanto, um Lobo do Gelo não reclama. Sob a liderança sábia de Garad eles perseveram, honrando os Espíritos da Terra, do Fogo, do Ar, da Água e da Vida. Outros orcs podem sentir prazer na matança... Não os Lobo do Gelo. Quando Guldan, um misterioso forasteiro, chega ao inóspito território ao norte, oferecendo uma terra rica em alimentos em troca da submissão do clã à sua Horda de orcs, o chefe declina. A dignidade de seu povo não está à venda. Assim como sua liberdade.
Arauto da morte, a partida de Guldan traz a reboque a morte de Garad e a ascensão de seu filho: Durotan. Agora cabe ao jovem líder manter seu povo unido em um dos momentos mais críticos de sua história. Contra a fome, o inverno rigoroso, a fúria dos elementos e os Andarilhos vermelhos... Será possível?


Não é tão fácil achar livros sobre esse tema, mas não se preocupe que separamos algumas dicas em um próximo post, mas se vocês também souberem de algum podem dar sugestões =D

12 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Amo quando um livro vai para outras mídias principalmente quando viram outras mídias.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Alguns livros ficam muito bons no cinema, outros nem tanto. Assim como algumas histórias do cinema não ficam tão bem em livros. Não me imagino lendo nada sobre o Batman, por exemplo! jhahahaa bjos

    ResponderExcluir
  3. Nossa, adorei seu post! Nunca tinha pensado que o contrário acontecia,eu sempre fico achando que os livros apareceram primeiro! <3

    ResponderExcluir
  4. Acho bem legal quando filmes inspiram livros, afinal, é uma forma de expandir o universo.
    Beijos
    Mari

    ResponderExcluir
  5. Oi, meninas
    É verdade, muitos livros podem ter sido inspirados em filmes, etc. Gostei bastante do post.
    Tenho vontade de ler Batman.

    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Gostei do post.
    Um filme, ou jogo virar livro se tornou bem comum ultimamente, e eu acho bem interessante poder explorar diversos universos, de outros pontos de vidas, ou com mais detalhe.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Batman é o carro forte dessa lista, mas já tinha os quadrinhos... Lembro-me do nº 1 em 1939. (não sou tão velha assim, é que meu irmão era colecionador) A série surgiu por volta de 1960, eu adorava assistir, hoje percebo o quão tosco se tornou. hahaha
    Adoro Batman.
    Quero assistir Warkraft. Acho que vou gostar.
    Abs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  8. Oi!!
    Adorei a postagem, eu já li os livros do Diablo lançado pela Galera Record, amo os games e não podia deixar de ler os livros, tenho vontade de ler Warcraft, já que o jogo é ótimo e assisti o filme e adorei.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  9. Oii que legal, essa diversificação, gosto quando um filme vira livro e achei bem legal o post, parabéns pela criatividade. Um caso parecido seria Resident Evil que primeiro virou jogo pra depois virar filme, beijão

    ResponderExcluir
  10. Oi Meninas!

    Eu não tive oportunidade de ler os dois livros que vocês citaram, mas Adoro os filme do Batman e Warcraft, eu assisti o filme e gostei bastante.

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Acho bacana quando se tem essa inversão, afinal é muito mais fácil ver um livro adaptado para as telas, do que das telas/HQ's adaptados para os livros. A Darkside também, quando "estreou", trouxe muito disso o que é ótimo. Dos citados ainda não li nenhum mas tenho mega curiosidade com o do Batman. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Ainda nao li nenhum dos dois livros que vc citou, mas acho que so leria o do Batman pois o do Warcraft realmente nao me interessa. Bjs
    Jordana

    ResponderExcluir